-->

featured Slider

27.5.18

Efeito Me Chame Pelo Seu Nome



Olá! Estou aqui, 3 anos após a ultima postagem neste blog da qual tanto amo. 
Tanto tempo né!? Eu nem sei como era a Stéfany de 3 anos atrás, mas uma coisa eu tenho certeza é que sou uma pessoa completamente diferente e quero expor aqui no meu lugarzinho o quê eu nem sei, mas só senti que precisava postar algo, simplesmente algo...

Há anos que eu pensava em como voltar a postar coisas por aqui, simplesmente não fazia a minima idéia do que fazer, nada me instigava, nada me dava a vontade de arranjar tempo na rotina corrida que ando tendo.... mas encontrei algo que mexeu tanto comigo que queria compartilhar, e essa coisa se chama: Me Chame Pelo Seu Nome. 

Primeiro começou com o filme da qual resolvi assistir no domingo de manhã e confesso que não foi muito difícil me apaixonar, sempre amei o clima da Itália e me traz uma sensação de amor poético, daqueles que envolvem seu coração com algo lúdico, filosófico e intenso. Após esse furacão fui ler o livro e algo muito maravilhoso aconteceu...

A narrativa do autor me fez acreditar que eu estava apaixonada pelo Oliver, pois retrata de forma muito perfeita como agimos quando estamos apaixonadas por alguém e não sabemos se é recíproco, a forma como buscamos decorar cada parte de um ser, o movimento dos cabelos, as manias, as mão, a forma como se veste, fala, anda... Tudo se torna perfeito e isso é algo que simplesmente me fascina. 

Ler esse livro me fez querer me apaixonar por alguém, sentir esse mundo que se torna magnífico assim que essa pessoa está perto, essa energia que deixa os pelos da nuca arrupiados e automaticamente você só concentra o olhar no que está ali... Na sua frente. Também me fez querer ter mais contato com a filosofia, com a literatura da Itália, a arte em si que é algo lindo e que purifica a alma de qualquer um. 

E foi isso, não quis tornar esse post bonito ou texto coerente, ou sei lá.... Apenas escrevi de acordo com o que estava sentindo e creio que agora será tudo assim... cheio de reticencias e talvez sem sentido algum, mas prazer, esta sou eu.

2 comentários:

  1. Gostei que o filme trata sobre a descoberta da sexualidade e seu amadurecimento. Mas será que Me Chame Pelo Seu Nome é tudo isso mesmo que estão falando? Veja a nossa opinião nos próximos parágrafos. Este filme é um dos melhores do gênero de drama que estreou o ano passado acho que O Conto é o melhor filme de drama. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia. Amei o grande elenco do filme, quem fez possível a empatia com os seus personagens em cada uma das situações. Sem dúvida a veria novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila! Muito obrigado pelo seu excelente comentário.

      Concordo plenamente com voce, o clima, o enredo, a interação e intimidade, os anos 80... È um filme lindo, cheio de sentumento que vale muito a pena ver mil vezes.

      Excluir