-->

featured Slider

10.4.15

Primeira Resenha: Buscando a Alaska/Quem é Você, Alaska?

Este livro tem dois nomes: Buscando a Alaska e Quem é você, Alaska? Não importando qual das interpretações, este livro é muito bom, sem mais. Foi o primeiro livro que li direto, parando somente pra ir beber água. (kkk) Comecei a ler era 23:00h e fui terminar 4:00h da manhã, sendo que eu teria que acordar 5:30h pra ir pra aula. Mas eu simplesmente não consegui de parar de ler de tão legal e empolgante que esse livro é, ele te provoca a sensação de querer saber logo como essa história termina, o que é bem interessante, já que acontece algo muito, mas muito inesperado.
  

Miles é um garoto que vive na Flórida com os pais, ele leva uma vida "sem graça" e de poucos amigos (quando eu digo poucos, quero dizer nenhum). Ele é viciado em últimas palavras de pessoas mortas e com isso adora ler biografias, mas nunca ler as suas obras. Inspirado na última frase do filósofo François Rabelais (" Vou em busca de um grande talvez..."). Miles decide ir para um colégio interno no Alabama, atrás desse tal "talvez". Lá, seu colega de quarto cujo o apelido é Coronel se torna seu primeiro amigo, e através dele, Miles conhece a divertida e louca Alaska. È ai que seu "talvez" começa. 

 John Green faz livros que te envolvem e faz você querer saber mais e mais e mais. Mas ele é um cretino e sempre deixa algo triste no meio (o que me deixa triste). As vezes achamos as histórias que no final tudo dá certo clichê, previsível e chata. Mas ele faz com queiramos que  isso realmente aconteça, e antes mesmo que você perceba, a tragédia já está feita. Super Recomendo esse livro! Eu li em pdf, mas tenho A Culpa é das Estrelas e Cidades de Papel em livros de verdade. Então logo farei resenha dos dois. 

Um comentário: